Central do cliente
Login

Senha
Aracnídeos


  • Caranguejeira


Descrição: Exoesqueleto composto de quitina e corpo dividido em cefalotórax abdome. Possui apêndices anteriores constituídos por um par de queléceras que portam na base o ferrão, por onde sai o veneno, um par de pedipalpos, e quatro partes de pernas locomotoras. Variam de tamanho, medindo entre 10 e 30 cm. 


Biologia: Habitam troncos caídos e pedras, cupinzeiros, junto a grandes raízes e nos pastos. Possui hábitos noturnos e vida solitária; teias regulares em forma de funil, em alguns casos podem ser irregulares. Nem sempre atacam, pois sei ferrão vertical dificulta a eficiência do mecanismo de picada. 


Importância / males: Acidentes com caranguejeiras geralmente são poucos expressivos quanto a envenenamentos, porém, seu veneno é pouco conhecido. 



  • Aranha marrom 


Descrição: Cor marrom acastanhada com tamanho entre 1 e 3 cm, 3 pares de olhos de cor branca. 


Biologia: Fazem teias irregulares sob cascas de árvores, folhas secas de palmeiras e residências, em fendas apropriadas. Possuem hábitos noturnos, escondendo-se durante o dia. Picam quando apertadas, sendo sua picada pouco dolorida e muitas vezes imperceptível.


 Importância / males: Envenenamentos graves, em decorrência das picadas, podendo haver vários sintomas segundo a gravidade do acidente, com manifestações de febre, dor e mal estar geral seguidas de necrose tecidual, vermelhidão e edema local; ulceração tecidual profunda com cicatrização demorada, insuficiência renal aguda, oligúria e hemólise. 



  • Aranha armadeira 


Descrição: Possuem 3 cm de corpo e 15 cm de tamanho total, apresentam 8 olhos dispotos em 3 fileiras (2-4-2). 


Biologia: Habitam bananeiras e terrenos baldios. Possuem hábitos noturnos, escondendo-se durante o dia e não fazem teia. Não fogem quando surpreendidas, colocando-se em posição de ataque, apoiando-se nas pernas traseiras, muitas vezes sucedendo-se saltos (tal característica que lhe confere o nome de Armadeira). Seu reconhecimento é baseado na morfologia do sistema copulador masculino e feminino. 


Importância / males: São muito agressivas e responsáveis pelo maior número de registro de acidentes aracnídicos provocados ao homem. Considerada a espécie mais perigosa, devido a toxicidade de seu veneno de ação neurológica. 



  • Escorpião marrom 


Descrição: Corpo dividido em cefalotórax, mesossoma e cauda, apresentando um ferrão inoculador de veneno. Medem de 6 a 7 cm e possuem 4 pares de pernas, um par de peridalpos e um par de queliceras. 


Biologia: Predadores, alimentando-se principalmente de insetos. São vivíparos e seus filhotes nascem após 2 ou 3 meses e as ninhadas tem de 20 a 90 filhotes. Após o nascimento os mesmos sobem para a região dorsal de sua progenitora a fim de não serem devorados. Importância / males: São venenosos e a maioria possui uma reação semelhante a picada da abelha, muito dolorosa, embora geralmente não ofereça perigo de morte, porém, pode causar edema no local, paralisia temporária e até febre, além de vômitos, salivação, sudorese e vertigem.


Baratas


  • Barata de cozinha 


Descrição: Os adultos medem aproximadamente de 12 á 16 mm de comprimento e são de coloração castanho-amarelo, sendo machos e fêmeas alados. A fêmea carrega a ooteca presa ao abdome até poucas horas antes da eclosão dos ovos. Possui corpo achatado com antenas filiformes e multisegmentadas, aparelho bucal do tipo matigador. 


Biologia: A longevidade média dos adultos é de 4 meses para machos e 6 meses para fêmeas. Cada fêmea produz de 4 a 8 ootecas. A duração média do ciclo de desenvolvimento de ninfas que originam fêmeas é de 77 dias e de 72 dias para machos a 25° C e 44 dias para fêmeas e 47 dias para machos a 30° C. razão sexual de 1 fêmea para cada macho. número médio de 36 ovos por ooteca e um surgimento média de 30 ninfas.


 Importância / males: Vetor mecânico de patógenos, abriga-se em cozinhas, depósitos de alimentos e embalagens, fornos, estufa, geladeiras, freezers, coifas, bancadas, interior e sob moinhos, máquinas de refrigerante e café, eletrodomésticos, sanitários e vestiários, frestas na alvenaria, gabinetes, armários embutidos e divisórias.



  •  Barata cascuda 


Descrição: Corpo achatado, com antenas filiformes e multisegmentadas, aparelho bucal do tipo mastigador. Adultos de coloração castanha escura avermelhada, medem de 30 a 45 mm. As fêmeas depositam a ooteca no ambiente pouco depois de sua formação. 


Biologia: A longevidade média dos adultos é de 1 ano e cada fêmea produz de 10 a 15 ootecas. Cada ooteca possui de 14 a 28 ovos. O período de desenvolvimento é de 9 a 13 meses. O ciclo biológico do ovo a morte do adulto pode chegar, em alguns casos a 3 anos. 


Importância / males: Além de causarem asco as pessoas, são vetores mecânicos de patógenos, abrigam-se em caixas de esgoto e de gorduras, caixas d’agua, quadros de energia elétrica, e telefônica, galerias subterrâneas, cisternas, áreas de serviço, sanitários e vestiários, porões, sótãos, forros, jardins, áreas externas (onde ocorra acumulo de materiais).



 1 2 3   »



Nosso Endereço
Fale conosco

Rua Giuseppe Garibaldi, Nº 235
CEP: 96010-490 - Centro
Pelotas / RS
Fone (53) 3307-1050
        (53) 3307-1030
Newsletter



OS3 Controle de Pragas - Todos os direitos reservados © 2018